Treze somalis detidos na Itália acusados de extorsão de migrantes

Roma, 11 Mai 2016 (AFP) - A polícia anunciou a detenção na Sicília de 13 somalis suspeitos de integrar uma rede que extorquia os compatriotas que chegavam às costas da península italiana antes de ajudá-los a seguir viagem para o norte da Europa.

As detenções aconteceram ao fim de uma longa investigação iniciada em outubro na cidade de Catania, leste da Sicília, afirma um comunicado policial.

Os detidos, membros de "uma organização criminosa", buscavam os refugiados somalis recém-chegados à região e estes ficavam retidos até que seus familiares pagassem um resgate para que pudessem prosseguir com a viagem.

Durante a investigação, a polícia libertou alguns somalis sequestrados, incluindo alguns menores de idade, segundo o comunicado.

Os somalis representam 9% dos 31.000 migrantes que chegaram à Itália em 2016.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos