Oficial da Marinha dos EUA é acusado de espionar para China e Taiwan

Washington, 13 Mai 2016 (AFP) - Um oficial da Marinha americana será submetido a julgamento, sob acusação de passar segredos militares a China e Taiwan, disse um porta-voz nesta sexta-feira.

O capitão Edward Lin é acusado de cometer uma série de delitos, inclusive espionagem, manipulação de informação secreta e descumprimento de ordens recebidas.

O porta-voz da Marinha, capitão Tim Hawkins, disse à AFP que o almirante do caso, Philip Davidson, determinou esta semana submeter Lin à corte marcial.

Segundo o expediente do caso, Lin comunicou "informação secreta sobre defesa nacional a representantes de um governo estrangeiro". Fontes da Marinha mencionaram China e Taiwan, mas não excluíram outros países.

Lin será notificado oficialmente das acusações na próxima terça-feira no destacamento naval de Norfolk (Virgínia, leste).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos