Ataque do EI contra hospital na Síria mata soldados e milicianos

Beirute, 14 Mai 2016 (AFP) - O grupo Estado Islâmico (EI) assumiu neste sábado o controle de um hospital que administrado pelo regime em Deir Ezor, leste da Síria, um ataque no qual matou 20 integrantes das forças pró-governo e sequestrou a equipe médica.

"O EI atacou o hospital Al-Assad, que fica na entrada leste da cidade, e matou pelo menos 20 soldados e milicianos", afirmou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor da ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Seis extremistas morreram nos combates após o ataque, de acordo com Abdel Rahman.

"O grupo assumiu o controle do hospital e sequestrou a equipe médica", afirmou a ONG. Os combates prosseguem nos arredores do prédio.

Os soldados e milicianos eram responsáveis pela segurança do hospital no momento do ataque, disse Abdel Rahman.

O EI controla mais de 60% de Deir Ezor. Quase 200.000 habitantes, completamente cercados pelo Estado Islâmico, vivem na parte da cidade sob controle do regime.

As tropas governamentais controlam o sul e o leste, os jihadistas o centro e o norte, enquanto o oeste está dividido entre os dois lados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos