Mulher fica cega em ataque no sul do Chile que indignou o país

Santiago, 16 Mai 2016 (AFP) - A chilena Nabila Riffo, de 28 anos, foi brutalmente atacada na cidade de Coyhaique, no sul do país, perdendo a visão de ambos os olhos e sofrendo diversas fraturas no crânio - de acordo com um boletim médico divulgado neste domingo.

Seu estado é delicado, e ela corre risco de vida.

Nabila apareceu inconsciente com terríveis lesões nos olhos e na cabeça no sábado, em uma rua de Coyhaique, causando revolta nos pedestres, que chamaram a Polícia. A jovem foi levada em situação de emergência para um hospital.

"A paciente passou a noite estável. Continua inconsciente, e o risco vital permanece", afirmou a médica Francisca Navarrete, do Hospital Regional de Coyhaique.

O ataque aconteceu na madrugada de sábado, depois de uma festa da qual participaram Nabila, o namorado e um amigo. Os dois prestaram depoimento à Polícia e foram liberados.

A Polícia ainda investiga as causas desse episódio que causou comoção entre os chilenos. Centenas de mulheres foram às ruas em Coyhaique, enquanto milhares de mensagens repudiaram o ato cruel nas redes sociais.

"Não há nada que justifique esse nível de violência e de crueldade, nem ciúmes, nem álcool, nem drogas, nada", declarou a ministra do Serviço Nacional da Mulher (Sernam), Claudia Pascual.

Desde o início do ano, foram registrados 14 assassinatos de mulheres no Chile. Em 2015, foram cometidos mais de 30, de acordo com a Polícia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos