Jornalista diz que filho de Evo Morales com empresária presa 'não existe'

La Paz, 16 Mai 2016 (AFP) - O jornalista Carlos Valverde, que revelou um caso entre o presidente boliviano Evo Morales com um jovem empresária e a concepção de um filho do casal, disse nesta segunda-feira que a criança não existe.

"A informação que tenho é que a criança não teria sequer nascido, nunca teria existido e que toda essa documentação - de nascimento e todas estas coisas - seria falsa", afirmou Valverde no seu programa Todo Por HOY, transmitido pelo canal Activa TV em Santa Cruz (leste do país).

A empresária Gabriela Zapata, ex-namorada do presidente e presa por suposto enriquecimento ilícito, foi acusada na sexta-feira passada pelo ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana, de liderar uma "organização criminosa" que em 2009 começou a operar na Argentina, no Brasil, no Paraguai e no Panamá.

De acordo com Valverde, Zapata, que tem dois outros filhos de relacionamentos posteriores, usava o filho de um parente como se fosse o filho que supostamente teve com Evo Morales. O presidente chegou a indicar que a criança teria morrido logo após o nascimento.

A tia de Zapata, Pilar Guzman, disse a repórteres em fevereiro que Morales conhecia o suposto filho. "Ele não morreu, eu o peguei nos braços", assegurou, embora depois a irmã de Zapata tenha dito que não conhecia a senhora que deu essa declaração.

O escândalo custou uma derrota para Morales no referendo onde procurava aprovar uma reforma para brigar por um quarto mandato consecutivo (2020-2025).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos