Detidos na França quatro ucranianos que transportavam migrantes

Rennes, França, 17 Mai 2016 (AFP) - Quatro ucranianos foram acusados nesta terça-feira em Rennes (oeste da França) e postos em prisão preventiva por organizar uma rede de migração clandestina para o Reino Unido, segundo a promotoria de Rennes.

Esta rede enviava os migrantes clandestinos a bordo de veleiros alugados em diferentes portos franceses.

As quatro pessoas acusadas, dois chefes e dois supostos organizadores, foram detidos na quinta-feira na costa bretã "quando organizavam a entrada de sete cidadãos da Ucrânia", afirmou em um comunicado o promotor Nicolas Jacquet.

Os sete migrantes, também ucranianos, que se encontravam a bordo de um veleiro utilizado pelos traficantes, também foram detidos e liberados depois com a obrigação de abandonar o território francês.

"Esta rede de imigração utilizava um modus operandi pouco habitual e relativamente caro, posto que uma passagem custava entre 6.000 e 7.000 euros", explicou Julien Gentile, chefe do Escritório Central para a Repressão da Imigração Irregular.

Os ucranianos, que desejavam se instalar no Reino Unido, utilizavam vistos de turismo para viajar em um carro da Ucrânia até a França, onde eram esperados para a travessia no veleiro.

No total, os investigadores consideram que os traficantes, que operavam como "patrões e acompanhantes" alugaram mais de vinte barcos.

A rede, detectada desde meados de 2014 pelos agentes aduaneiros, interrompeu suas atividades em setembro de 2015 depois do controle de um veleiro e a prisão dos migrantes que se encontravam a bordo.

Mas em 2016, os traficantes de migrantes adquiriram um barco, atracado em Saint-Quay-Portrieux. A colocação deste veleiro sob vigilância permitiu à polícia deter os traficantes na sexta-feira.

pta-mcl/axt/mw/bc/lmm/cb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos