Registrados 44 casos de abuso sexual por boinas azuis da ONU em 2016

Nações Unidas, Estados Unidos, 18 Mai 2016 (AFP) - A ONU anunciou, nesta terça-feira (17), que desde o início do ano registrou 44 acusações de abusos sexuais, que teriam sido cometidos por seus soldados das missões de manutenção de paz.

Desses, 29 seriam da Missão República Centro-Africana (Minusca). Outros sete casos aconteceram nas missões na República Democrática do Congo (RDC); dois, no Haiti; e outros na Costa do Marfim, Sudão do Sul e Mali, principalmente. A maioria dos fatos remonta a anos anteriores.

Os países que enviam seus soldados são os únicos habilitados para sancionar os eventuais culpados, mas não demonstram muita vontade de fazê-lo. Apenas 26 casos dos 69 registrados em 2015 mereceram uma investigação completa, que levaram à imposição de penas de prisão de algumas semanas contra três soldados.

Em março passado, a ONU criou um fundo para ajudar as vítimas desses abusos. A Noruega foi o primeiro país a financiá-lo, com US$ 125 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos