Brancos e conservadores: os juízes que Trump nomearia à Suprema Corte

Washington, 18 Mai 2016 (AFP) - O virtual candidato republicano à Casa Branca Donald Trump publicou nesta quarta-feira uma lista de 11 pessoas entre as quais consideraria - se eleito - nomear um juiz à Suprema Corte, um anúncio destinado a tranquilizar o setor republicano mais conservador.

Todos os que estão na lista são brancos e conservadores e há apenas três mulheres.

São mencionados, por exemplo, Don Willett, um texano linha dura que integra a Suprema Corte do estado e não hesita em exibir em sua conta no Twitter um alvo perfurado a bala para demonstrar que tem boa pontaria.

Outro selecionado, William Pryor, é um juiz federal católico, que qualificou a lei que autoriza o abordo de a "pior abominação da história do direito".

Também foi citada a juíza Diane Sykes, que conquistou notoriedade por rechaçar um veredicto que limitava os clubes de tiro na cidade de Chicago (Illinois, norte).

Os nomes anunciados não são conhecidos da opinião pública, mas deveriam satisfazer os líderes conservadores, que temem que Trump pudesse algum dia nomear juízes moderados demais, que eventualmente favorecessem, por exemplo, o direito ao aborto.

ico-seb/bdx/ja/yow/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos