Embaixada dos EUA na Venezuela suspende entrega de vistos por falta de pessoal

Caracas, 19 Mai 2016 (AFP) - A embaixada dos Estados Unidos em Caracas suspendeu, nesta quarta-feira, o trâmite para a concessão de vistos por falta de pessoal, referindo-se ao fato de a Chancelaria não autorizar o ingresso de novos funcionários consulares há "vários meses".

"A partir de 18 de maio de 2016, a embaixada dos Estados Unidos em Caracas não terá novas entrevistas para os novos solicitantes de vistos de negócios, ou de turismo", informou a missão diplomática em um comunicado divulgado no site institucional.

Uma fonte do governo consultada pela AFP não quis comentar a decisão, informando apenas que um pronunciamento oficial será feito em breve.

Em 3 de maio passado, a chanceler venezuelana, Delcy Rodríguez, denunciou que a embaixada dos Estados Unidos na Venezuela negou vistos para o pessoal diplomático e consular que assistiria a um evento da Organização dos Estados Americanos (OEA).

A embaixada garantiu, hoje, que a negativa do governo venezuelano "durante vários meses para emitir vistos" para seu pessoal causou "um grande atraso nos pedidos".

A legação fixará "um número limitado de entrevistas que estarão disponíveis apenas para aquelas pessoas que tiverem pagado as taxas (...) no mais tardar em 18 de maio 2016", e que estarão em vigor durante um ano, acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos