Estudante nigeriana sequestrada pelo Boko Haram é encontrada

Kano, Nigéria, 18 Mai 2016 (AFP) - Uma das 219 estudantes sequestradas há mais de dois anos pelo movimento islamita Boko Haram na localidade nigeriana de Chibok (nordeste) foi encontrada sã e salva, anunciaram nesta quarta-feira responsáveis locais de associações.

A adolescente, Amina Ali, foi encontrada na terça-feira na zona florestal de Sambisa, no estado de Borno, reduto do grupo islamita Boko Haram, informou Tsambido Hosea Abana, um dos responsáveis em Chibok do movimento "BringBackOurGirls".

O exército nigeriano confirmou em um comunicado pouco depois o resgate de uma das meninas sequestradas.

Ali foi levada ao seu povoado de Mbalala, perto de Chibok, pelos vigilantes civis que a encontraram, e que trabalham com os militares nigerianos na luta contra o Boko Haram.

"Ela se reuniu com seus pais, que a identificaram, antes de ser levada a uma base militar de Damboa", explicou à AFP Alamson Chibok, um dos chefes da comunidade de Chibok.

"Seu pai se chama Ali, ela é Amina. Eu os conheço bem porque trabalhei com eles como porta-voz das famílias das meninas de Chibok", acrescentou.

O responsável da associação dos pais das meninas sequestradas de Chibok, Yakubu Nkeki, também confirmou o nome da adolescente e indicou que ela tinha 17 anos quando foi sequestrada, em 14 de abril de 2014.

"Ela é filha do meu vizinho, eles a trouxeram a minha casa", afirmou à AFP.

Segundo os três homens, aparentemente a menina teve um filho durante seu cativeiro.

Outras meninas de Chibok ainda estavam na floresta de Sambisa, que foi alvo de várias operações do exército nigeriano nas últimas semanas, segundo eles.

Militantes do Boko Haram sequestraram 276 meninas de uma escola de Chibok em abril de 2014, em um sequestro que comoveu o mundo inteiro. Poucas horas depois do ataque 57 delas conseguiram fugir.

Não havia notícias das outras 219 desde a divulgação de uma gravação, em maio de 2014, até que os islamitas enviaram um vídeo como "prova de vida" ao governo nigeriano em abril deste ano.

O vídeo, divulgado pela CNN, mostra cerca de 15 jovens cobertas com um hijab negro, que falam seu nome, revelam que foram sequestradas em Chibok e dizem o dia da gravação: 25 de dezembro.

As 15 jovens foram identificadas por colegas e parentes como integrantes do grupo que foi sequestrado na madrugada do dia 15 de abril de 2014, quando homens armados do Boko Haram invadiram os dormitórios do instituto e levaram com eles as 276 meninas.

O ministério da Informação avaliou que as jovens "não pareciam estressadas, mas mudaram um pouco sua aparência física".

abu-phz/es/tjc/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos