'Maduro está louco como uma cabra', diz Mujica

Montevidéu, 19 Mai 2016 (AFP) - Para o ex-presidente do Uruguai José Mujica, "estão todos loucos" na Venezuela, e seu presidente, Nicolás Maduro, está "louco como uma cabra" - de acordo com declarações reproduzidas por um jornal local.

Mujica reagia, assim, à dura polêmica entre Maduro e seu ex-ministro das Relações Exteriores e atual secretário da Organização dos Estados Americanos (OEA), o uruguaio Luis Almagro.

Maduro acusa Almagro de "traidor" e de ser um agente da CIA, a Agência Central de Inteligência americana.

Segundo declarações publicadas no "site" do jornal uruguaio Subrayado, Mujica defendeu seu ex-chanceler. Almagro "não é nenhum traidor. É um advogado, escravo do Direito", comentou, subindo o tom contra Maduro.

Ainda de acordo com o Subrayado, Mujica disse que respeita o presidente da Venezuela, mas "isso não equivale a não lhe dizer que está louco, louco como uma cabra".

"Estão todos loucos na Venezuela", completou.

O ex-presidente havia retirado seu apoio político a Almagro justamente pelas críticas feitas pela Venezuela desde que o uruguaio chegou à OEA. Almagro e Mujica são do mesmo setor da coalizão de governo Frente Ampla.

Mujica governou o Uruguai entre 2010 e 2015 e foi muito próximo do chavismo, chegando a apoiar Maduro em sua posse.

Hoje, Almagro lançou uma carta aberta ao governo da Venezuela.

"Que ninguém cometa o desatino de dar um golpe de Estado contra você, mas que você tampouco o dê", disse a Maduro.

"É seu dever. Você tem um imperativo de decência pública de fazer o referendo revogatório em 2016", acrescentou Almagro, na carta ao governo Maduro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos