Protestos em Caracas têm sete detidos

Caracas, 19 Mai 2016 (AFP) - O ministro do Interior da Venezuela, Gustavo González, informou na noite desta quarta-feira que sete pessoas foram detidas em Caracas por agressão a policiais durante os protestos para exigir um referendo revogatório do mandato do presidente Nicolás Maduro.

"Por atos violentos protagonizados em Caracas hoje capturamos sete sujeitos vinculados a organizações violentas com finalidades políticas", disse González em mensagem na TV estatal.

As sete pessoas foram detidas na Praça Altamira, no município Chacao (leste de Caracas), e levadas para a Penitenciária 26 de Julho, em San Juan de Los Morros, capital do estado de Guárico.

O ministro mostrou imagens de manifestantes agredindo policiais e afirmou que um dos detidos "confessou que um grupo de jovens recebeu financiamento do chefe da segurança de um deputado de direita da Assembleia Nacional para participar das ações violentas".

Segundo o número dois do chavismo, Diosdado Cabello, o segurança em questão é conhecido como "Coromoto", ligado ao presidente da Assembleia, Henry Ramos Allup.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos