Bombardeio do governo sírio mata 16 civis no centro do país

Beirute, 19 Mai 2016 (AFP) - Pelo menos 16 civis sírios, entre eles seis crianças, morreram nesta quinta-feira, vítimas de bombardeios do governo sobre várias cidades no centro do país - anunciou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Onze civis, incluindo três menores, morreram em um bombardeio de barris explosivos sobre a cidade de Al Hula e cidades vizinhas, acrescentou o OSDH.

Os bombardeios com barris explosivos costumam ser realizados de maneira indiscriminada de helicópteros. Seu uso na guerra da Síria foi objeto de fortes críticas por parte de grupos de defesa dos direitos humanos, mas Damasco nega seu uso.

Cinco civis, sendo três crianças, também morreram nesta quinta em um ataque aéreo do governo na cidade sitiada de Rastan, afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Rastan é um dos últimos bastiões dos rebeldes na província do centro de Homs. A cidade sofre um cerco devastador do governo desde 2012 e, nas últimas semanas, ataques letais também das forças oficiais.

Na quarta-feira, 13 membros de uma mesma família, entre eles oito crianças, morreram na mesma cidade em um bombardeio do governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos