Califórnia reduz restrições sobre consumo de água, mas seca continua

Los Angeles, 19 Mai 2016 (AFP) - O estado americano da Califórnia reduziu as restrições de emergência sobre o consumo de água, depois que as tempestades provocadas pelo fenômeno El Niño aumentaram os níveis dos reservatórios neste inverno em algumas partes do estado, anunciaram as autoridades.

O Conselho de Controle de Recursos Hídricos do Estado votou unanimemente na quarta-feira pela redução das regras estritas de racionamento e para permitir que as comunidades locais definam suas próprias metas de economia, com base no seu abastecimento de água.

Isso significa que as regiões que receberam uma grande quantidade de chuva vão ter menos restrições, enquanto regiões secas ainda terão que obedecer a rigorosas medidas de economia.

"O El Niño não nos salvou, mas nos deu algum alívio neste inverno", disse a presidente do conselho de água, Felicia Marcus, em um comunicado. "É um alívio temporário, não uma carta branca, para muitos, senão todos, da Califórnia".

No ano passado, o governador Jerry Brown ordenou um corte de 25% no consumo de água devido a uma seca sem precedentes que o estado vinha sofrendo há quatro anos.

Autoridades disseram que as medidas de emergência resultaram em 1,6 bilhão de metros cúbicos de água economizados de junho de 2015 a março de 2016.

As chuvas do inverno também ajudaram a encher os reservatórios em algumas partes do estado.

As novas regras adotadas na quarta-feira começarão a valer em 1º de junho e estarão em vigor até janeiro de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos