NRA, lobby das armas dos EUA, anuncia apoio oficial a Trump

Washington, 20 Mai 2016 (AFP) - O maior grupo de apoio às armas de fogo nos Estados Unidos, a poderosa National Rifle Association (NRA), pediu nesta sexta-feira que seus adeptos votem pelo virtual candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, favorecendo-o com apoio do eleitorado mais conservador.

"Devemos nos unir e devemos nos unir agora", declarou Chris Cox, diretor do ramo político da organização, durante sua convenção anual que acontece em Louisville (Kentucky, sudeste).

"Em nome dos milhares de patriotas presentes nesta sala, dos cinco milhões de membros da NRA e das dezenas de milhares que nos apoiam, anuncio oficialmente a adesão da NRA a Donald Trump para a presidência", disse Cox.

O objetivo dos dirigentes da NRA é explícito: impedir que a virtual candidata democrata Hillary Clinton suceda Barack Obama, presidente radicalmente contra ao lobby das armas.

"Se ela conseguir nomear nem que seja somente um juiz da Suprema Corte", disse o líder histórico da NRA, Wayne LaPierre, "podem dizer adeus às suas armas", advertiu.

Trump multiplicou suas promessas aos militantes da NRA.

"A segunda emenda nunca esteve tão ameaçada", declarou. "Desonesta, Hillary é a candidata mais anti-armas, a mais hostil à segunda emenda da história". "Ela quer abolir a segunda emenda", disse Trump aos membros da NRA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos