Rebeldes sírios exigem fim de ofensiva do regime perto de Damasco

Beirute, 22 Mai 2016 (AFP) - Cerca de 30 grupos rebeldes exigiram neste domingo que Washington e Moscou intervenham rapidamente para colocarem fim, em 48 horas, a uma ofensiva do regime sírio contra a localidade de Daraya e na região do leste de Damasco.

"Damos 48 horas aos promotores do cessar-fogo para salvar o que resta do acordo e obrigar o regime criminoso de Assad e seus aliados a cessar total e imediatamente sua ofensiva selvagem contra Daraya e Guta Oriental", disseram 29 organizações rebeldes.

Daraya, localizada a 10 km de Damasco, é uma das localidades na mira há mais tempo. Desde o fim de 2012, o regime tenta voltar a controlar esta cidade estratégica, que está nas mãos dos rebeldes.

"Frente à ofensiva do regime contra todas as regiões libertadas, principalmente Daraya (...) consideramos o acordo de cessar-fogo totalmente destruído", afirmaram as organizações, entre as quais estão dois grupos rivais - Jaish al-Islam e Faylaq al-Rahman.

Em 27 de fevereiro, entrou em vigor a trégua entre o regime e os rebeldes, promovida por Rússia e Estados Unidos. O cessar-fogo foi violado diversas vezes em Guta e outras regiões.

"Os grupos rebeldes responderão com todos os seus meios para defender nosso povo em todas as frentes, até que o regime interrompa totalmente sua ofensiva contra todas as regiões libertadas, principalmente Daraya, e retorne a suas posições de antes de 14 de maio", assinalaram os grupos.

O Exército sírio, com o apoio dos combatentes xiitas libaneses do Hezbollah, lançou em 14 de maio uma ofensiva violenta contra os rebeldes em Guta Oriental. Na última quinta-feira, voltou a tomar Deir al-Asafir e outras nove localidades perto de Damasco, aproveitando os confrontos entre Jaish al-Islam e Faylaq al-Rahman.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos