Mais de 100 mortos em atentados do EI em dois redutos do regime na Síria

Beirute, 23 Mai 2016 (AFP) - Mais de 100 pessoas morreram nesta segunda-feira em dois redutos do regime sírio em uma série de explosões reivindicadas pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

"Ao menos 48 pessoas morreram em Tartus e 53 em Jableh, provavelmente quase todas civis, e muitos ficaram feridas nas explosões simultâneas de sete carros-bomba, cinco deles conduzidos por homens-bomba", afirmou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Sem dúvida são os piores ataques contra as duas cidades desde o início do conflito na Síria, em março de 2011", afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

O EI reivindicou os atentados contra "grupos alauitas (braço do islã ao qual pertence o presidente Bashar al-Assad) nas cidades de Tartus e Jableh na costa síria", informou a agência Amaq, vinculada à organização extremista.

As localidades de Tartus e Jableh, de maioria alauita, haviam permanecido relativamente à margem do conflito.

A agência estatal Sana informou um balanço de 78 mortos, 45 em Jableh e 33 em Tartus.

A televisão estatal exibiu imagens de um ponto de ônibus após uma das explosões em Tartus, onde vários micro-ônibus foram atingidos pelas chamas.

Uma página do Facebook sobre informações de Jableh recebeu várias fotos de pessoas em meio aos veículos destruídos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos