Mais de três mil migrantes são resgatados em frente à costa líbia

Roma, 24 Mai 2016 (AFP) - Mais de três mil migrantes foram resgatados nesta terça-feira em frente à costa da Líbia que, somados aos socorridos na véspera, chegam a 5.600 pessoas nas últimas 48 horas, anunciou a guarda costeira italiana, que coordena as operações de emergência.

Antes das operações desta semana, mais de 34.000 pessoas tinham desembarcado na costa italiana, após terem sido socorridas no mar em frente ao litoral líbio desde o início do ano, segundo contagem do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur).

A guarda costeira, navios da operação europeia Sophia e da agência europeia para o controle de fronteiras Frontex, uma embarcação da ONG SOS Méditerranée e dois rebocadores de uma plataforma de petróleo próxima participaram das operações de resgate.

Todos os recursos disponíveis na região foram deslocados para resgatar as 23 embarcações, segundo a guarda costeira.

O mar tranquilo e o vento suave do sul durante vários dias favoreceram estes fluxos maciços de migrantes, que chegaram a milhares de pessoas em poucos dias.

A guarda costeira italiana não informou a nacionalidade dos migrantes.

Desde o começo do ano, a maioria dos migrantes que chegam à Itália vêm do oeste e do chifre da África.

As autoridades italianas temiam que o fluxo de migrantes sírios ou afegãos, bloqueado após o fechamento da rota dos Bálcãs, passasse pela parte central do Mediterrâneo, mas até agora não foi o caso.

"As chegadas em 2016 são quase as mesmas que em 2015", declarou no Twitter Flavio di Giacomo, porta-voz na Itália da Organização Internacional para as Migrações (OIM), antes do último balanço da guarda costeira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos