Jornalista azeri Jadiya Ismailova será libertada

Baku, Azerbaijão, 25 Mai 2016 (AFP) - A justiça do Azerbaijão decidiu nesta quarta-feira soltar a jornalista e militante anticorrupção Jadiya Ismailova, detida, em particular, por acusações de evasão fiscal que considera motivadas politicamente, anunciou seu advogado.

"O Tribunal Supremo do Azerbaijão comutou a condenação inicial de sete anos e meio de prisão de Ismailova em três anos e meio de prisão com a sentença em suspenso", declarou à AFP Fariz Namazly, advogado da jornalista.

Ele afirmou esperar que ela deixe a prisão nas próximas horas.

Jadiya Ismailova, de 39 anos, jornalista investigativa para a rádio Azadliq e ex-redatora-chefe do escritório local da Rádio Free Europe/Radio Liberty, financiada pelos Estados Unidos, foi condenada a sete anos e meio de prisão em setembro por acusações de atividade econômica ilegal e evasão fiscal.

A jornalista considera que estas acusações estão orquestradas pelo poder.

Conhecida por suas investigações contra a corrupção, Ismailova acusou o governo de ter reunido provas contra ela "ilegalmente, sob pressão" e de ter "inventado os crimes" pelos quais é acusada.

Os ocidentais e as organizações de defesa dos direitos humanos denunciaram a condenação e convocaram as autoridades do país a soltarem a jornalista. A Anistia Internacional a classificou de "prisioneira de opinião".

Ismailova recebeu neste ano o Prêmio Mundial de Liberdade de Imprensa Unesco/Guillermo Cano. Também recebeu em agosto o prestigiado prêmio Alison Des Forges da ONG Human Rights Watch, que recompensa os militantes pelos direitos humanos.

eg-im/pop/gmo/lpt/ra/mb/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos