Quatro pessoas são detidas na Bélgica acusadas de planejar atentados

Bruxelas, 25 Mai 2016 (AFP) - A Polícia belga prendeu quatro suspeitos de recrutar terroristas para atuarem na Síria e no Iraque e disse ter encontrado "indícios" de um projeto de atentado no país - informou o Ministério Público, nesta quarta-feira.

Os quatro foram acusados de "participação nas atividades de um grupo terrorista", declarou à AFP o porta-voz do MP, Eric Van der Sypt.

Esse caso de terrorismo não tem, até o momento, qualquer vínculo com a investigação dos atentados de 22 de março passado no aeroporto internacional de Bruxelas-Zaventem e na estação de metrô de Maelbeek, informou o comunicado do MP.

Esses eventos deixaram 32 mortos e 340 feridos.

"Encontramos indícios de um projeto de ataque na Bélgica", anunciou o porta-voz do órgão.

Segundo o comunicado, essas quatro pessoas, detidas em Anvers (norte) e em outras cidades da região flamenga, são "suspeitas de terem planejado recrutar pessoas para ir a zonas de conflito na Síria, ou na Líbia".

"Algumas delas tinham a intenção de ir embora e se unir ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI)", completou o texto.

Depois de ter sido interrogado, um dos detidos foi posto em prisão preventiva, enquanto outro foi liberado com bracelete eletrônico. Os outros dois foram postos em liberdade condicional.

Essas detenções aconteceram depois de oito batidas policiais, a maioria nas cidades de Ternat, Borgerhout e Anvers, na região flamenga. Segundo o Ministério Público, não foram encontradas armas, nem explosivos.

lc-agr/fjb/jz/mb/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos