Setor de energias renováveis empregou 8,1 mi de pessoas no mundo em 2015

Abu Dhabi, 25 Mai 2016 (AFP) - O setor de energias renováveis empregou mais de 8,1 milhões de pessoas no mundo no ano passado, um aumento de 5% que vai na direção contrária da tendência geral de queda do mercado - disse a organização IRENA, nesta quarta-feira.

Na sua revisão anual do setor, a IRENA, agência de energia renovável sediada em Abu Dhabi, atribuiu o aumento do emprego à queda dos custos de tecnologia e ao aumento das políticas energéticas.

"O crescimento contínuo do emprego no setor das energias renováveis é significativo, porque contrasta com as tendências em todo o setor de energia", declarou o diretor-geral da IRENA, Adnan Amin, em um comunicado.

No setor de energia tradicional, os produtores de petróleo vêm registrando perdas de receita desde que o preço do barril começou a cair, em meados de 2014.

"Esperamos que essa tendência continue, na medida em que o negócio das energias renováveis se fortaleça, e que os países se mobilizem para atingir os objetivos climáticos acordados em Paris" em dezembro, disse Amin.

China, Brasil, Estados Unidos, Índia, Japão e Alemanha foram os países que mais ofereceram empregos em energias renováveis em 2015, segundo o relatório, acrescentando que o setor de energia solar fotovoltaica continua sendo o maior empregador, com 2,8 milhões de vagas.

O setor de biocombustíveis líquidos foi o segundo maior empregador mundial, com 1,7 milhão de empregos, seguido pela energia eólica, que empregou 1,1 milhão de pessoas.

"À medida que a transição energética acelerar, o crescimento do emprego em energias renováveis continuará forte", comentou Amin.

Segundo a IRENA, estima-se que as grandes hidrelétricas empreguem outro 1,3 milhão de pessoas no mundo todo.

No mês passado, a agência declarou que a capacidade de geração de energias renováveis teve um crescimento recorde em todo o mundo em 2015, de 152 gigawatts (GW), correspondente a 8,3%, até atingir a marca de 1.985 GW.

A capacidade de geração da energia eólica cresceu em 63 GW (17%), e a de energia solar, em 47 GW (37%), depois que os preços dos módulos solares caíram, informou a agência.

A geração de energias renováveis vem crescendo mais rápido nos países em desenvolvimento, principalmente na América Central e no Caribe, onde aumentou 14,5%.

Na Ásia, a capacidade de geração de energias renováveis expandiu em 12,4%, bem à frente da América do Norte e da Europa, onde o crescimento foi de 6,3% e 5,2%, respectivamente.

mh-ak/pg/db/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos