Milhares de muçulmanos pedem em Istambul reabertura da mesquita 'Santa Sofia'

Istambul, 28 Mai 2016 (AFP) - Milhares de fiéis muçulmanos exigiram neste sábado poder rezar na basílica de Santa Sofia, monumento emblemático de Istambul, convertido em museu depois de ser igreja e mesquita, informaram os meios de comunicação turcos.

Após uma oração diante do edifício dirigida por um imã procedente de Meca, os fiéis lançaram proclamações exigindo a reconversão de Santa Sofia em mesquita.

"Que as correntes se rompam, que Santa Sofia seja reaberta", entoaram as milhares de pessoas reunidas na esplanada diante do museu, informou a agência de notícias Dogan.

"Em nome de centenas de milhares de nossos irmãos, pedimos para rezar no interior da mesquita de Santa Sofia", declarou, citado pela Dogan, Sali Turha, presidente da Associação da Juventude de Anatolia, que organizou o evento um dia antes da celebração anual da tomada de Constantinopla pelos Otomanos.

Construída na entrada do estreito de Bósforo e do Chifre de Ouro, a basílica de Santa Sofia, onde os imperadores bizantinos eram coroados, se converteu em mesquita no século XI, depois da queda de Constantinopla nas mãos dos Otomanos em 1453. Então foram construídos vários minaretes ao redor da cúpula bizantina.

Santa Sofia, principal obra arquitetônica erguida no século VI, ficou em desuso e passou a ser um museu nos anos 30, sob o regime laico de Mustafá Kemal Ataturk. Atualmente costuma estar no centro da polêmica entre cristãos e muçulmanos.

Desde a chegada ao poder, em 2002, do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) do atual presidente Recep Tayyip Erdogan, os defensores do laicismo temem a possível reconversão de Santa Sofia em mesquita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos