Novo Parlamento iraniano entra em funções

Teerã, 28 Mai 2016 (AFP) - O novo Parlamento iraniano entrou em funções neste sábado depois de uma cerimônia na qual o guia supremo, o aiatolá Ali Khamenei, disse aos novos deputados que seu dever era resistir às "armadilhas dos inimigos" do Irã.

Um total de 265 deputados (de 290), assim como funcionários de alto escalão do país, entre eles o presidente Hassan Rohani, estiveram presentes na cerimônia de abertura.

Em sua mensagem aos deputados, o aiatolá Khamenei, que tem poderes sobre os grandes temas do país, afirmou que "a situação turbulenta na região e no mundo e o atrevimento dos opressores fazem com que a República Islâmica do Irã enfrente uma situação ainda mais complexa que no passado".

"O dever revolucionário e legal dos deputados é agir de maneira que o Parlamento seja um reduto diante das armadilhas e das exigências descaradas da opressão", acrescentou.

O Parlamento conta com 290 membros, mas a eleição de dois deputados foi anulada pelo Conselho de Guaridões da Constituição, que supervisiona todas as eleições no Irã. Um terceiro deputado morreu em um acidente de carro.

A eleição do presidente da assembleia e de seu gabinete será realizada no domingo ou na segunda-feira. Será divulgado, então, se a maioria parlamentar está nas mãos dos conservadores ou dos reformistas aliados aos moderados do presidente Rohani.

sgh-stb/bpe/es/meb/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos