Pyongyang ameaça Seul com represálias após incidente no mar Amarelo

Seul, 28 Mai 2016 (AFP) - A Coreia do Norte ameaçou neste sábado a Coreia do Sul com "impiedosos ataques de represália" depois que a marinha sul-coreana realizou disparos de advertência contra dois barcos norte-coreanos perto da fronteira marítima em disputa no mar Amarelo.

De agora em diante, a Coreia do Norte abrirá fogo, sem advertência prévia, contra qualquer barco sul-coreano que entre, "ainda que seja 0,001 milímetro", na zona marítima em disputa, disse o Estado Maior Geral do Exército Popular da Coreia do Norte em um comunicado divulgado pela agência oficial KCNA.

Um navio militar sul-coreano realizou na sexta-feira disparos de advertência contra uma patrulha e um navio de pesca norte-coreanos que haviam cruzado a fronteira marítima ocidental entre os dois países, segundo Seul.

Pyongyang não reconhece esta fronteira de fato, que afirma ter sido estabelecida unilateralmente pela ONU após a guerra da Coreia (1950-1953).

O Estado Maior norte-coreano exigiu desculpas de Seul, considerando a ação de seu vizinho uma "imprudente provocação militar" que pode levar a região "à beira da explosão", segundo o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos