Vinte migrantes são resgatados no Canal da Mancha

Londres, 29 Mai 2016 (AFP) - Vinte migrantes que tentavam chegar à Grã-Bretanha a partir da França foram resgatados na madrugada deste domingo em um bote inflável no Canal da Mancha, anunciou a guarda-costeira britânica.

"Nesta noite foi realizada uma importante operação de salvamento marítimo em Dungeness (Reino Unido), em águas britânicas, para resgatar vinte migrantes cuja embarcação semirrígida estava afundando", anunciou neste domingo na França a prefeitura marítima da Mancha e do Mar do Norte em um comunicado oficial.

"As autoridades britânicas puderam recuperar os náufragos, que saíram da costa do Mar do Norte em direção ao Reino Unido", acrescentou a mesma fonte.

A guarda-costeira britânica recebeu um pedido de ajuda no sábado pouco antes da meia-noite em Dymchunc, cidade situada em frente a Calais (França), e a embarcação, com 20 pessoas a bordo, foi localizada neste domingo às 02h00 locais (22h00 de Brasília), detalharam os socorristas.

Entre os resgatados havia 18 albaneses e dois britânicos, segundo a BBC.

As autoridades britânicas mobilizaram um helicóptero a partir da cidade de Lydd e barcos de resgate a partir das localidades costeiras de Dungeness e Folkestone.

A Companhia Nacional de Salvamento Marítimo (SNSM) de Calais, no norte da França, ajudou na operação, disse seu presidente, Bernard Barron.

"Os náufragos, que resultaram ser migrantes, telefonaram para suas famílias, que por sua vez alertaram as autoridades, e equipes de resgate de ambos os lados da Mancha foram mobilizadas", disse Barron à AFP, ressaltando que o mar estava muito agitado na noite de sábado.

"Esta travessia é muito perigosa""Isso confirma nossos temores de que os traficantes de pessoas estão dispostos a tomar iniciativas extremas (...) Esta travessia é muito perigosa", acrescentou.

As travessias da Mancha a bordo de botes são pouco frequentes. Um total de 4.000 migrantes, segundo a prefeitura, 5.000, de acordo com as associações, esperam atualmente na "selva" de Calais e em outras localidades do norte da França com a esperança de viajar ao Reino Unido.

No fim de abril, um funcionário do Centro Regional de Operações de Vigilância e Salvamento (CROSS) de Gris-Nez (norte da França) informou à AFP sobre o temor de "um aumento das tentativas de passar ao Reino Unido e dos numerosos resgates".

A prefeitura marítima lembra, por sua vez, que "há vários meses são observadas muitas tentativas de grupos de migrantes para atravessar a Mancha e o Mar do Norte, especialmente no estreito de Pas-de-Calais e a oeste de Cotentin (Normandia)", a maioria destas tentativas ocorreram "à noite, a bordo de embarcações inadequadas, lotadas, sem a menor noção de navegação".

No início de fevereiro, quatro migrantes iranianos em risco em uma embarcação foram resgatados milagrosamente no Canal da Mancha graças a outro migrante que pôde chegar à praia de Sangatte, no norte da França, e alertar os socorristas.

No fim de março, a Marinha nacional socorreu três migrantes iranianos em perigo a bordo de sua embarcação inflável ao longo de Dunkerque (norte da França).

David Monk, chefe da autoridade local de Shepway, perto de Dover (sul do Reino Unido), disse que o incidente registrado neste fim de semana encoraja medidas de vigilância que permitam vigiar a maioria das tentativas de cruzamento do canal.

"Estou bastante seguro de que nossa segurança é boa. Não posso lembrar um incidente prévio, mas isso deve servir de advertência às autoridades para que sejam mais vigilantes", declarou.

mas-rl-rba/pt/meb/js/bc/eg/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos