Líder da oposição xiita no Bahrein condenado a nove anos de prisão

Dubai, 30 Mai 2016 (AFP) - O líder da oposição xiita no Bahrein, o xeque Ali Salman, acusado de incitar a desobediência, foi condenado nesta segunda-feira no julgamento de uma apelação a nove anos de prisão.

O tribunal de apelação aumentou de quatro para nove anos a condenação em primeira instância, anunciada em junho de 2015, segundo uma fonte judicial.

O principal movimento da oposição xiita no Bahrein, Al-Wefaq, classificou a nova sentença de "inaceitável e provocação".

A condenação pronunciada contra o xeque Ali Salman reflete "a insistência do regime em querer ignorar os pedidos para encontrar uma solução e agrava a crise política no Bahrein", afirma o Al-Wefaq em um comunicado.

Bahrein, país de maioria xiita, é governado por uma dinastia sunita.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos