Hamas executa três homens condenados à pena de morte em Gaza

Gaza, Territórios palestinos, 31 Mai 2016 (AFP) - Três homens condenados à pena de morte foram executados nesta terça-feira na Faixa de Gaza, anunciou o procurador-geral nomeado pelo movimento islamista que governa o território palestino.

Os três, condenados por crimes de direito comum, foram executados durante o amanhecer, em um ato sigiloso.

O procurador Ismail Jaber havia defendido recentemente a ideia de que os autores de crimes de direito comum fossem executados em praça pública, um procedimento geralmente reservado aos palestinos acusados de colaboração com Israel.

Os três homens foram condenados por assassinato. O Hamas afirmou que as famílias das vítimas exigiram a aplicação das sentenças.

Vários dirigentes do Hamas haviam solicitado recentemente às autoridades judiciais, sob controle do movimento islamita desde que o grupo assumiu o poder em Gaza em 2007, a execução de 13 homens que estavam no corredor da morte por crimes de direito comum.

Defensores dos direitos humanos e organizações internacionais pediram ao Hamas que renunciasse às execuções.

Mas o procurador afirmou que podem acontecer novas execuções.

"Aplicar todas as decisões judiciais é um dever legal para proteger a sociedade", advertiu o gabinete do procurador em um comunicado, em um texto que defende a legalidade das condenações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos