Americano Hugh Herr vence o Prêmio Princesa das Astúrias de Pesquisa

Madri, 1 Jun 2016 (AFP) - O cientista americano Hugh Herr foi anunciado nesta quarta-feira como o vencedor do Prêmio Princesa das Astúrias de Pesquisa Científica e Técnica por seu trabalho no campo da biomecânica, que está ajudando a "melhorar a qualidade de vida de milhões de pessoas".

"As pesquisas pioneiras de Herr em biomecatrônica, combinando inteligência artificial, neurofisiologia e robótica, resultaram em um novo tipo de próteses biônicas inteligentes, controláveis pelo cérebro", afirmou o júri ao anunciar o prêmio em Oviedo (Astúrias, norte da Espanha).

O júri classifica Herr como "líder mundial da biônica, por ter desenvolvido as primeiras próteses que conseguem emular a locomoção humana, permitindo superar deficiências, como a que ele mesmo tem".

O físico de 52 anos sofreu a amputação das duas pernas abaixo dos joelhos quando tinha 17 anos, depois de sofrer o congelamento dos membros durante uma escalada.

Isto o levou a pesquisas as maneiras de melhorar a mobilidade das pessoas com deficiência e "inclusive projetou para ele mesmo próteses especiais que permitiram que continuasse praticando a escalada", destacou a Fundação Princesa das Astúrias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos