Obama critica 'mitos' propagados por republicanos

Elkhart, Estados Unidos, 1 Jun 2016 (AFP) - O presidente americano, Barack Obama, entrou no clima de campanha nesta quarta-feira, acusando os republicanos de tentar enganar os eleitores americanos de classe média em relação à economia.

Trocando o terno e gravata por uma camisa com as mangas dobradas, o presidente democrata que deixará a casa em janeiro do ano que vem discursou no estado predominantemente republicano de Indiana.

Os americanos vão às urnas em 8 de novembro possivelmente para escolher entre o republicano Donald Trump ou a democrata Hillary Clinton para substituir Obama na presidência do país.

Obama tem disfarçado pouco seu desprezo por Trump, e nesta quarta-feira atacou os republicanos, que, segundo ele, propagam "mitos" sobre o estado da economia do país, como o de imigrantes estarem tirando os empregos dos americanos e que os EUA estão sendo ultrapassados por seus concorrentes comerciais.

"As principais histórias que os republicanos têm contado não são sustentadas pelos fatos. Não é justo", lamentou Obama.

O bom desempenho de Obama em pesquisas de opinião recentes o colocam em um papel central na tentativa de garantir um terceiro mandato democrata na Casa Branca.

Ele poderá ser determinante para conseguir levar os afro-americanos às urnas e para motivar a base democrata, que parece apática com Hillary Clinton.

As esperanças eleitorais de Trump se baseiam na profunda angústia sentida em várias regiões do país, que ainda não superou completamente a crise.

Durante o governo Obama, a crise foi enfrentada, e os empregos e o crescimento foram recuperados. No entanto, os salários ficaram estagnados e a desigualdade social é galopante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos