Deputados do Paraguai pedem aplicação de Carta Democrática na Venezuela

Asunción, 2 Jun 2016 (AFP) - A Câmara dos Deputados do Paraguai aprovou nesta quarta-feira um pedido ao governo em Assunção para que defenda a aplicação da Carta Democrática Interamericana na Venezuela; e aos países do Mercosul para que se pronunciem a favor da democracia naquele país.

O documento exorta o governo paraguaio a apoiar a aplicação da "Carta Democrática Interamericana" na Venezuela, e pede "aos países do bloco, assim como ao Parlamento do Mercosul, que assumam uma posição sobre a situação dos direitos humanos e a vigência da democracia na República Bolivariana da Venezuela".

Em Washington, a Organização dos Estados Americanos (OEA) adotou nesta quarta-feira uma declaração de apoio a um "diálogo aberto" entre o governo e a oposição na Venezuela visando encontrar uma solução "rápida" e "efetiva" para a crise.

O presidente do Conselho Permanente da OEA, o embaixador argentino Juan José Arcuri, disse que a declaração foi adotada por "consenso", mas o Paraguai não aprovou ou rejeitou o texto.

A reunião extraordinária do Conselho Permanente aconteceu um dia depois de o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, pedir uma "sessão urgente" deste órgão político da entidade regional para discutir a crise "institucional" da Venezuela, invocando a Carta Democrática Interamericana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos