Irã: 132 pessoas são presas em festas por infração à lei islâmica

Teerã, 3 Jun 2016 (AFP) - A Polícia iraniana prendeu 132 pessoas em duas festas, algumas delas acusadas de "bissexualidade", alegando que teriam infringido as leis islâmicas - anunciou a agência de notícias da autoridade judicial Mizanonline, nesta sexta-feira.

"Mais de 70 homens e mulheres bêbados" foram detidos na quinta-feira à noite, em um restaurante na periferia de Teerão, informou a Mizanonline, acrescentando que, "entre eles, bissexuais se identificaram".

No sul do país, em outra festa, 62 homens e mulheres foram presos, acrescentou a mesma fonte.

No Irã, o consumo de álcool e festas com pessoas do sexo oposto são proibidos.

Em maio, a Justiça anunciou a prisão de oito pessoas acusadas de terem divulgado música "obscena" por uma rede de televisão por satélite com sede no exterior.

O chefe da Polícia de Teerã anunciou, em abril, o envio para a capital de 7.000 policiais à paisana para lutar contra a "imoralidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos