Protestos em ato de campanha de Trump na Califórnia

Los Angeles, 3 Jun 2016 (AFP) - Vários manifestantes se reuniram na quinta-feira à noite do lado de fora de um comício de Donald Trump na Califórnia, enquanto a polícia tentava impedir atos de violência como os que já aconteceram em eventos similares do virtual candidato republicano à presidência americana.

Os manifestantes gritavam "não ao ódio em nosso estado" e exibiam cartazes com as palavras "Lixo Trump" enquanto caminhavam ao redor do Centro de Convenções de San José, norte da Califórnia.

A polícia foi enviada ao local para permitir o acesso ao comício dos simpatizantes de Trump e evitar incidentes como os registrados em vários atos de campanha do magnata do setor imobiliário nas últimas semanas.

Um partidário de Trump foi atingido por ovos e outros foram alvos de cusparadas. Um manifestante queimou uma bandeira dos Estados Unidos.

Várias brigas foram rapidamente contidas.

Trump já havia visitado a região de San José em abril, quando discursou em uma convenção do Partido Republicano na Califórnia, onde manifestantes bloquearam os acessos ao local e o forçaram a usar uma saída alternativa.

O chefe de polícia de San José, Eddie Garcia, havia declarado que previa a presença de 12.000 a 15.000 pessoas no comício de quinta-feira. Ele disse que os agentes fariam o possível para respeitar o direito de protesto.

Sindicalistas, ativistas sociais e líderes religiosos convocaram o protesto contra o comício de Trump.

As primárias republicanas e e democratas no estado da Califórnia acontecerão na próxima terça-feira, assim como em outros estados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos