Um iraniano é enforcado pelo estupro de dezenas de mulheres

Teerã, 5 Jun 2016 (AFP) - Um iraniano condenado à pena capital pelo estupro de dezenas de mulheres foi enforcado neste domingo na cidade de Shiraz, no sudoeste do país, informou a agência Mizanonline, vinculada ao poder judicial.

"O homem foi detido no dia 29 de agosto passado graças às imagens de uma câmera de segurança. As análises de sangue e DNA confirmaram sua presença nos lugares onde aconteceram os estupros", declarou Alí Salehi, promotor de Shiraz.

"Foi considerado culpado de corrupção terrena e condenado à morte", disse o promotor.

O condenado "se introduzia durante a noite em residências para agredir e estuprar as mulheres", acrescentou.

Amin D., 21 anos, foi detido quase por acaso, depois de vários meses de investigação, após ter esquecido uma cueca na casa de uma das vítimas, o que permitiu identificar seu DNA.

Outro homem, condenado por ter estuprado e assassinado uma mulher, foi enforcado junto com Amín D.

O Irã é um dos países onde mais se executa presos, informou recentemente a ONG Anistia Internacional.

Em 2015, 977 pessoas foram executadas, na maioria dos casos por tráfico de drogas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos