Apoio de Obama a Hillary pode sair esta semana

Washington, 6 Jun 2016 (AFP) - A Casa Branca deu a entender, nesta segunda-feira, que o presidente Barack Obama poderá anunciar, formalmente e ainda esta semana, seu apoio à pré-candidata Hillary Clinton nas prévias eleitorais americanas.

A ex-secretária de Estado tem certeza de que conseguirá o número suficiente de delegados nas primárias que acontecem em seis estados, nesta terça-feira, mesmo que uma vitória de seu adversário, o senador Bernie Sanders, na Califórnia possa representar um golpe simbólico em sua candidatura.

O senador por Vermont já anunciou, reiteradas vezes, que não pretende jogar a toalha antes da Convenção Nacional do partido em julho, na Filadélfia. Seus simpatizantes defendem que ele lute até o fim e até mesmo desafie a indicação de Hillary.

"Uma vez que os eleitores de Nova Jersey e da Califórnia tenham tido a oportunidade de manifestar sua preferência, então, talvez estejamos em uma posição, na qual teremos uma ideia muito maior do provável resultado", disse o porta-voz da Presidência, Josh Earnest, em sua entrevista coletiva diária na Casa Branca.

Ao ser questionado sobre o motivo pelo qual o presidente Obama não falará já na quarta-feira, Earnest desconversou.

"Não sei. Talvez ele vá fazer isso", respondeu, com um sorriso, sem anunciar uma data específica.

"Acho que a campanha de Sanders concordaria em que o presidente trabalhou duro e fez todo o possível para ser justo [em relação a ambos os pré-candidatos]", afirmou Josh Earnest, nesta segunda.

Ele destacou, porém, que "o presidente tem, sim, laços pessoais de longa data com a secretária Hillary, ela foi sua secretária de Estado por mais de quatro anos".

Em Washington, não é segredo que o presidente Obama tem a intenção de apoiar Hillary.

A ex-senador por Nova York espera anunciar sua vitória nas prévias amanhã, após o fechamento das seções de votação de Nova Jersey, na costa leste dos EUA.

Até agora, Sanders acumulou cerca de dez milhões de votos, três milhões a menos do que sua oponente. Há um crescente mal-estar nos círculos democratas. Muitos acreditam em que essa indefinição possa fortalecer e favorecer o virtual candidato republicano, o magnata Donald Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos