Jovem palestino morre após ter sido ferido pelo exército israelense

Nablus, Territórios palestinos, 6 Jun 2016 (AFP) - Um jovem palestino morreu nesta segunda-feira ao não se recuperar dos ferimentos provocados por soldados israelenses na sexta durante confronto em um lugar santo no território palestino, quando estes últimos escoltavam peregrinos judeus, anunciou o Ministério Palestino de Salud.

Jamal Dueikat, de 20 anos, foi baleado na cabeça durante os enfrentamentos próximos à tumba de José em Nablus, na Cisjordânia ocupada.

O jovem foi transferido para um hospital israelense, mas não conseguiu se recuperar das feridas, afirmou o Ministério em um comunicado.

A tumba, venerada pelos judeus por abrigar os restos de José, um dos doze filhos de Jacó, é um lugar de tensão permanente. Localiza-se ao norte da Cisjordânia, em uma zona que deveria estar a princípio sob controle exclusivo dos palestinos.

Entretanto, uma vez ao mês, o exército israelense autoriza o acesso à tumba para peregrinos judeus, à noite. Na noite de quinta-feira (2), centenas deles foram, gerando novos distúrbios.

Para os palestinos, a tumba corresponde a de uma figura muçulmana local, Yusef Dweikat, morto durante o Império Otomano. Ao longo da História, os samaritanos, um grupo separado do judaísmo, e os cristãos também veneraram o lugar.

Desde o dia 1 de outubro, os combates nos Territórios Palestinos, em Jerusalém e em Israel mataram 207 palestinos, 28 israelenses, dois americanos, um eritreu e um sudanês, segundo cálculo da AFP.

is-sbh/lal/iw/tjc/eg/cb/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos