Bangladesh organiza operações após assassinatos de religiosos e intelectuais

Dacca, 7 Jun 2016 (AFP) - Três islamitas morreram nesta terça-feira em Bangladesh em tiroteios com a polícia, que realizou várias operações contra os supostos responsáveis por uma série de assassinatos de integrantes de minorias religiosas e de intelectuais.

Dois líderes do grupo islamita Jamayetul Mujahideen Bangladesh (JMB) morreram em Dacca e outro na região noroeste do país.

Mais cedo, a polícia informou que um sacerdote hindu foi assassinado na região oeste de Bangladesh.

O corpo de Gopa Ganguly, que foi degolado, foi encontrado em um arrozal perto de sua residência em Noldanga, distrito de Jhenidah.

Este é o mais recente de uma série de assassinatos de religiosos em atos atribuídos a extremistas islamitas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos