Padre do Benin é preso na França por estuprar senhora de 70 anos

Auch, França, 7 Jun 2016 (AFP) - Um padre originário do Benin foi preso na França após ser acusado de abusar sexualmente e estuprar uma septuagenária, informaram nesta terça-feira a procuradoria e fontes eclesiásticas.

O padre Édouard, de 50 anos, no comando das paróquias de Fleurance e Mauvezin, no sudoeste da França, está desde segunda-feira sob custódia da polícia, indicou a procuradoria.

"Ele foi afastado de todos os deveres pastorais", disse, durante uma coletiva de imprensa, o arcebispo de Auch, Maurice Gardes, que se referiu ao incidente como um "fato doloroso".

Os acontecimentos remontam a 4 de setembro de 2015, data em que o arcebispado recebeu duas queixas, a primeira feita pela vítima e outra emitida por um homem.

"Essas duas queixas apontavam o padre Édouard. Conforme exigido por lei, entrei em contato com a procuradoria em Auch, para que a justiça assumisse o caso", explicou o arcebispo.

De acordo com Gardes, antes de ser acusado, o padre tinha uma "imagem muito boa entre os fiéis". "Para nós foi um choque. Estamos atônitos", acrescentou.

A Igreja francesa atravessa uma crise depois das denúncias de vários casos de pedofilia e acusações contra o cardeal Philippe Barbarin, arcebispo de Lyon (leste), que é alvo de uma investigação judicial por não relatar à justiça os casos de agressão sexual.

Para responder às críticas, a hierarquia anunciou uma série de medidas para "esclarecer" as alegações de abuso infantil e violência sexual contra os seus membros, incluindo os casos antigos.

cor-rz/alv/hba/spb/an/tjc/mr/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos