Presidente turco promulga reforma que suprime imunidade parlamentar

Ancara, 8 Jun 2016 (AFP) - O presidente turco Recep Tayyip Erdogan promulgou a reforma constitucional que suprime a imunidade parlamentar e abre o caminho para possíveis processos de dezenas de deputados da oposição pró-curda, anunciou o governo.

A reforma, apresentada pelo Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP) de Erdogan, havia sido aprovada pelo Parlamento no dia 20 de maio.

Os deputados do Partido Democrático dos Povos (HDP), pró-curdo e terceira força política do país, denunciou uma manobra de Erdogan para expulsá-los do Parlamento.

Erdogan acusa o HDP de ser a vitrine política do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que o governo turco considera uma organização terrorista.

O PKK retomou em 2015 a luta armada contra o poder central turco, após dois anos de trégua.

Atualmente, 138 deputados de um total de 550, pertencentes a todos os partidos, podem ser processados após a perda da imunidade parlamentar.

Entre eles estão 50 dos 59 deputados do HDP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos