Israel suspende permissões de entrada de 83.000 palestinos para o Ramadã

Jerusalém, 9 Jun 2016 (AFP) - Israel anunciou nesta quinta-feira a suspensão das permissões de entrada de 83.000 palestinos durante o Ramadã, após a morte de quatro pessoas em um atentado cometido por dois palestinos em Tel Aviv.

"Todas as permissões concedidas pelo Ramadã, em particular as permissões destinadas às visitas familiares (para os palestinos) procedentes de Judeia-Samaria (Cisjordânia) ficam congeladas (...) 83.000 permissões ficam congeladas", anunciou o Cogat, o orgão de coordenação das atividades israelenses nos territórios palestinos.

Dois palestinos espalharam pânico na quarta-feira à noite em Tel Aviv quando abriram fogo contra clientes de bares e restaurantes de um bairro muito movimentado. Quatro pessoas morreram e cinco ficaram feridas.

O ataque foi um dos mais graves cometidos por palestinos contra israelenses desde o início, em outubro do ano passado, de uma onda de violência. Os dois agressores foram detidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos