Japão protesta contra incursão da Marinha chinesa nas ilhas Senkaku

Tóquio, 9 Jun 2016 (AFP) - O Japão registrou na madrugada desta quinta-feira a presença de um navio da Marinha chinesa nas ilhas Senkaku, disputadas por Pequim e Tóquio, o que levou as autoridades japonesas a convocar o embaixador da China para comunicar seu protesto.

"Por volta das 00H50 (12H50 Brasília de quarta-feira), um navio da Marinha chinesa se aproximou das águas territoriais das ilhas Senkaku", declarou o ministério japonês de Relações Exteriores sobre este arquipélago administrado pelo Japão e reivindicado pela China.

Os dois países têm atritos regulares envolvendo este arquipélago desabitado, mas esta é a primeira vez, segundo a imprensa, que um navio da Marinha chinesa está envolvido.

O vice-ministro japonês das Relações Exteriores convocou o embaixador chinês, Cheng Yonghua, às 02H00 e o navio abandonou a zona às 03H10 desta quinta-feira (15H10 Brasília), segundo a imprensa local.

Os meios de comunicação japoneses também informaram a presença de três navios da Marinha russa na área.

hih-anb/lr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos