Brasil, Chile, Argentina e Uruguai lamentam violência na Venezuela

Santiago, 11 Jun 2016 (AFP) - Os ministros das Relações Exteriores de Brasil, Chile, Argentina e Uruguai lamentaram os episódios de violência ocorridos na Venezuela, onde um deputado da oposição foi agredido, e pediram respeito do direito de se manifestar - em um comunicado conjunto divulgado nesta sexta-feira.

"Os chanceleres abaixo signatários desejam manifestar que lamentam os fatos de violência registrados em Caracas, onde vários cidadãos, incluindo parlamentares, foram agredidos", de acordo com a nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores do Chile.

Os quatro países do Cone Sul também pediram ao governo de Nicolás Maduro que garanta as "manifestações pacíficas e a livre expressão de ideias e que se investiguem as responsabilidades pela violência". Finalmente, defenderam o diálogo como forma de superar a crise política, social e econômica no país vizinho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos