Atirador de Orlando expressou lealdade ao Estado Islâmico antes do massacre (NBC)

Orlando, Estados Unidos, 12 Jun 2016 (AFP) - O suspeito do massacre deste domingo em uma boate gay de Orlando expressou lealdade ao grupo jihadista Estado Islâmico (EI) em um telefonema para o número 911 pouco antes do ataque, informou a imprensa americana.

Segundo a rede de TV NBC, que cita fontes policiais, o atirador telefonou pouco antes do massacre, que deixou 50 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos