Bombardeios matam mais de 20 civis em mercado da cidade síria de Idleb

Beirute, 13 Jun 2016 (AFP) - Pelo menos 21 civis morreram, neste domingo, vítimas de bombardeios contra um mercado em uma região controlada pela Al-Qaeda e por seus aliados na Síria, onde centenas de pessoas fugiram de um bastião do grupo Estado Islâmico (EI).

Em Idleb (noroeste), capital da província homônima controlada pelo braço sírio da Al-Qaeda e seus aliados, "aviões militares cometeram um massacre, ao matar pelo menos 21 civis, entre eles cinco crianças, em um mercado popular" da cidade, relatou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

O OSDH não confirmou se foram bombardeios russos, ou do governo sírio.

Desde março de 2015, a região se encontra fora do controle de Damasco, sendo, com frequência, alvo de ataques do governo, ou de seu aliado russo.

Um vídeo publicado pelo OSDH mostra carcaças de carros carbonizadas, caixas de frutas e verduras sob escombros, e bombeiros que tentam apagar as chamas.

Nessa mesma província, seis civis, entre eles uma mulher e seus quatro filhos, morreram no domingo nos ataques aéreos contra a cidade de Maaret al-Numan.

Na fronteira com a Turquia, a província de Idleb é controlada pelo "Exército da Conquista", uma coalizão composta principalmente pela Frente al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda, e por outros grupos extremistas e rebeldes islamitas.

Depois de cinco anos de guerra, 280.000 mortos e milhões de refugiados, a Síria está "longe de qualquer perspectiva" de pôr fim ao conflito, lamentou o presidente do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICR), Peter Maurer.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos