Força de elite liquida suposto membro do EI que matou policial e esposa em Paris

Magnanville, France, 14 Jun 2016 (AFP) - Um homem que se identificou como membro do grupo Estado Islâmico e fez reféns após matar um policial em um subúrbio de Paris foi abatido pela força de elite francesa Raid na madrugada desta terça-feira, em uma casa onde os agentes encontraram o corpo da esposa da vítima e uma criança de três anos ilesa.

Por volta das 21H00 de segunda-feira (16H00 Brasília), um homem atacou com uma faca um policial de 42 anos à paisana no bairro residencial de Magnanville, Yvelines, oeste de Paris.

Membros da força de elite da polícia (Raid) se deslocaram rapidamente para o local dos fatos e "como as negociações não avançavam, foi decidido lançar o assalto" por volta da meia-noite, disse o porta-voz do ministério do Interior francês, Pierre-Henry Brandet.

Os policiais "encontraram o corpo de uma mulher e o agressor foi abatido". Uma criança de três anos, "chocada, mas ilesa", está com a equipe médica, assinalou Brandet.

A divisão antiterrorista da promotoria de Paris assumiu as investigações sobre o assassinato do policial e sua esposa.

Segundo uma fonte da polícia, o atacante disse pertencer ao grupo extremista Estado Islâmico. Várias testemunhas afirmaram que ele gritou Allah Akbar (Alá é grande) ao matar o policial.

Uma agência de notícias ligada ao grupo Estado Islâmico informou que um de seus combatentes esfaqueou e matou um policial francês antes de ser morto em uma dramática operação policial.

Segundo o grupo de monitoramento de mídias SITE Intelligence, localizado nos arredores de Washington, a agência Amaq News - ligada ao EI - informou que "um combatente do Estado Islâmico matou o subchefe da delegacia de polícia de Les Mureaux e sua esposa com armas brancas".

O presidente francês, François Hollande, disse esta noite que "tudo será esclarecido" e que a investigação determinará "a natureza exata" do que chamou de um "drama abominável".

"O ministro do Interior (Bernard Cazeneuve) se dirigirá (na terça-feira) de manhã às delegacias de Mureaux e de Mantes-la-Jolie", na região de Yvelines, oeste de Paris, e "o presidente da República terá uma reunião às 7h45 no (Palácio do) Eliseu", informou a sede do Executivo francês em um comunicado, ao qual a AFP teve acesso.

pta-tmo/lr/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos