Mapas que deram vitória a George Washington são vendidos por EUR 1 milhão

Tours, França, 14 Jun 2016 (AFP) - Seis mapas do Estado-Maior que mudaram o curso da guerra de independência dos Estados Unidos em 1781 foram vendidos para colecionadores americanos por cerca de um milhão de euros, em um leilão organizado na segunda-feira na França.

Estes valiosos mapas manuscritos de Nova York, das baías de Boston e de Chesapeake e do porto de Portsmouth foram encontrados em um celeiro cujos proprietários são os descendentes do conde de Rochambeau, chefe do corpo expedicionário francês.

"Estes foram os mapas que permitiram Rochambeau convencer George Washington (...) a renunciar a atacar Nova York e a se dirigir à Virgínia, onde a frota francesa dava uma vantagem estratégica aos independentistas", afirmou Aymeric Rouillac, encarregado do leilão realizado no castelo de Artigny, na comuna de Montbazon, no centro da França.

Embora existam cópias "melhor conservadas" dos mapas do Estado-Maior em arquivos e museus, foram nestes exemplares que Rochambeau e Washington se basearam para desenvolver sua estratégia, segundo Rouillac. "Estes mapas cheiram a pólvora", comentou entusiasmado o leiloeiro.

O maior deles, que detalha as posições das tropas britânicas, dos independentistas e do corpo expedicionário francês comandado pelo conde de Rochambeau em julho de 1780 foi vendido por 580.000 euros para um colecionador de Nova York que terá que pagar, além disso, 24% de comissão.

Outro colecionador de Nova Jersey comprou quatro mapas, enquanto um de Nova York, membro de "uma dinastia de colecionadores e comerciantes", comprou o último mapa, detalhou o leiloeiro.

O conjunto de insígnias do sargento Rochambeau foi vendido por dois milhões de euros, incluindo a comissão, acrescentou Rouillac.

O conde de Rochambeau foi enviado à América pelo rei Luis XVI da França como encarregado de um corpo expedicionário ao resgate das tropas que lutavam contra a potência colonial inglesa.

Em julho de 1780, o exército continental comandado por Washington se reuniu no estado de Rhode Island.

Washington, general no comando dos independentistas e futuro primeiro presidente dos Estados Unidos, desejava atacar Nova York. Os mapas de Rochambeau demonstravam, no entanto, que a defesa de Manhattan era forte e que os independentistas seriam derrotados se atacassem.

Com o apoio dos franceses, Washington dirigiu suas tropas ao resgate do marquês de La Fayette no estado de Virgínia, onde os independentistas ganharam as batalhas decisivas de Chesapeake, em 5 de setembro de 1781, e Yorktown, em 19 de outubro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos