Mulher é ferida na França por desequilibrado que queria matar pelo Ramadã

Rennes, França, 14 Jun 2016 (AFP) - Uma jovem de 19 anos foi gravemente ferida a facadas nesta terça-feira em Rennes (oeste da França) por um homem com antecedentes psiquiátricos que disse obedecer a uma voz que mandou que fizesse um "sacrifício" para o Ramadã, mês sagrado dos muçulmanos, informaram fontes da justiça.

"Vozes lhe disseram que ele deveria cometer um sacrifício por ocasião do Ramadã", indicou à AFP o promotor de Rennes, Nicolas Jacquet.

O homem, de 32 anos, possui um "longo histórico psiquiátrico" e já teve "várias passagens por hospitais psiquiátricos", segundo o promotor.

Ele foi preso, examinado por um médico e imediatamente internado em um hospital psiquiátrico.

O homem afirmou que era um muçulmano a uma testemunha que interviu no local do ataque e para quem ele entregou a faca depois do ataque, segundo a fonte.

O desequilibrado indicou aos investigadores estar sob tratamento para a esquizofrenia e que deveria ter recebido uma injeção nesta terça-feira para o tratamento.

A jovem de 19 anos recebeu três facadas, duas no punho e uma no abdômen. "A priori, ela não corre risco de morte", disse Jacquet.

O ataque aconteceu do lado de fora da escola onde a jovem estudava, pouco após às 16h00 locais (11h00 de Brasília).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos