Saques na Venezuela deixam dois mortos e 25 feridos

Caracas, 15 Jun 2016 (AFP) - Duas pessoas morreram e outras 25 ficaram feridas nesta terça-feira em saques na cidade venezuelana de Cumaná, capital do estado de Sucre, revelou a deputada opositora Milagros Paz, em meio a severa crise de desabastecimento que atinge o país.

"Temos a informação de dois mortos na cidade de Cumaná, além de 25 feridos, nos incidentes registrados desde a manhã, com a participação de moradores das zonas mais populares, que têm praticado alguns saques", declarou a parlamentar ao canal digital VivoPlay.

Segundo Paz, "entre 69 a 78 estabelecimentos" foram saqueados em Cumaná, cidade de 800 mil habitantes.

Nas últimas semanas, tem aumentado os protestos, saques e distúrbios em torno de supermercados em diversas cidades da Venezuela, diante do agravamento da falta de alimentos e remédios, algo que o governo atribui à "guerra econômica" empreendida por empresários e a oposição.

A Venezuela sofre uma severa crise econômica provocada pela queda nos preços do petróleo, fonte de 96% de suas divisas, que se reflete em uma escassez de 80% dos produtos básicos e uma inflação de 180,9% em 2015, a mais elevada do planeta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos