Brexit seria 'catástrofe', alerta chefe do governo espanhol

Madri, 15 Jun 2016 (AFP) - O chefe do governo espanhol, o conservador Mariano Rajoy, alertou nesta quarta-feira que a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) seria uma "catástrofe" e "a pior coisa" que poderia acontecer ao bloco.

"Isso seria uma catástrofe, não apenas para a Bolsa espanhola, mas para todos os mercados econômicos", disse ele à imprensa, durante um ato de campanha em Saragosse (nordeste) para as eleições legislativas de 26 de junho.

"Isso também seria uma catástrofe para a economia dos britânicos e de todos os europeus", acrescentou o chefe de governo em final de mandato.

Liderados pelo premiê conservador David Cameron, os partidários da permanência na UE estão cada vez mais sob pressão, desde que as últimas pesquisas apontaram uma leve vantagem para os defensores da "Brexit" no referendo de 23 de junho.

"Eu acho que isso seria a pior coisa que poderia acontecer na UE em anos em termos de economia e eu espero que os cidadãos britânicos escolham permanecer na UE", insistiu Rajoy.

França e Alemanha também advertiram contra o "Brexit". O ministro alemão das Relações Exteriores, Frank-Walter Steinmeier, chegou a manifestar sua preocupação com o risco de uma "desintegração" da UE.

Há duas semanas, Mariano Rajoy destacou que, em caso de "Brexit", os britânicos "não poderão mais circular livremente, nem transferir capitais, mercadorias, ou serviços na UE".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos