Otan pede à Rússia que retire forças e material militar da Ucrânia

Bruxelas, 15 Jun 2016 (AFP) - O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, pediu nesta quarta-feira que a Rússia retire suas "forças e material militar" da Ucrânia e deixe de apoiar os separatistas pró-Moscou.

"A Rússia deve cessar o apoio aos militantes e retirar suas forças e material militar do território ucraniano", disse Stoltenberg após uma reunião de ministros da Defesa da Otan com seu colega ucraniano em Bruxelas.

Stoltenberg afirmou ainda que a Aliança Atlântica continuará apoiando o governo ucraniano de Petro Poroshenko e nunca reconhecerá a "ilegal e ilegítima anexação de Crimeia" pela Rússia.

Poroshenko foi convidado a participar em uma sessão de trabalho da próxima reunião de cúpula da Otan, que acontecerá no início de julho em Varsóvia, anunciou Stoltenberg.

De acordo com o secretário-geral da Aliança, Moscou continua apoiando de várias formas os separatistas pró-Rússia da Ucrânia, com material e conselheiros, ao mesmo tempo que mantém tropas mobilizadas do lado russo da fronteira com a Ucrânia, assim como na Crimeia, base de sua frota do Mar Negro.

bur-pa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos