Síria: 70 combatentes mortos em confrontos na província de Aleppo

Beirute, 15 Jun 2016 (AFP) - Ao menos 70 combatentes dos dois lados morreram em 24 horas em confrontos entre as forças do regime e rebeldes aliados com extremistas ao sul da cidade síria de Aleppo, na província de mesmo nome, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

As forças pró-regime, apoiadas por bombardeios da aviação síria e russa, conseguiram reconquistar nesta quarta-feira Zeitan e Jalasa, duas localidades ao sudoeste de Aleppo que haviam sido tomadas pelos insurgentes algumas horas antes, de acordo com o OSDH.

Os extremistas da Frente Al-Nosra (Al-Qaeda) iniciaram um novo contra-ataque nesta quarta-feira para recuperar Jalasa, um local estratégico, informou Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH.

Jalasa fica em uma colona, com visibilidade sobre uma ampla região do sul da província de Aleppo, principalmente a estrada utilizada pelas forças do regime para abastecimento.

A reconquista de Jalasa permitiria aos rebeldes monitorar a via de abastecimento do regime entre o aeroporto de Nairab e Aleppo, explicou o diretor da ONG.

A cidade de Aleppo está dividida em duas: a zona oeste sob poder do regime e a zona leste controlada pelos rebeldes.

No sul da província de Aleppo, a localidade de Khan Tuman e outros setores foram alvos de bombardeios noturnos, segundo o Observatório.

Ao norte de Aleppo, o regime bombardeou a principal estrada de abastecimento dos rebeldes e a região de Al-Maleh.

Mais de 280.000 pessoas morreram desde 2011 na guerra na Síria e milhões foram obrigados a fugir de suas cidades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos